ESTUDANTES DO IFRO DE OURO PRETO DO OESTE PREPARAM-SE PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO EM SÃO PAULO

A Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte (SEMECE), através do Polo EAD do IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), em uma parceria com a Secretaria Estadual de Educação (SEDUC), terão alunos do Curso Técnico em Informática para Internet do EAD/IFRO, que apresentarão 01 projeto na Feira Nacional de Engenharia e Tecnologia, que acontece no estado de São Paulo no mês de novembro.

Durante a Feira Rondônia Científica de Inovação e Tecnologia (FEROCIT), que ocorreu de 25 a 28 de agosto em Porto Velho, os estudantes Walisson Fernando Dutra de Oliveira e Cíntia Maísa da Silva Xavier, que cursam o ensino técnico simultaneamente ao ensino médio, ficaram em terceiro lugar na competição, após concorrer com 87 projetos científicos e tecnológicos. Com o nome “Tecnologia assistiva: a gamificação em favor da inclusão social e digital”, o projeto tem o objetivo de trabalhar o conhecimento de cores, números e formas por meio de um jogo educacional baseado na “gamificação tecnológica”. O projeto foi desenvolvido em parceria com a Escola Estadual Joaquim de Lima Avelino. O grupo estava acompanhado pelo professor mediador da turma EAD do Curso Técnico de Informática, Hélio Menezes, que também é o supervisor do estágio. Outros dois alunos do município participaram do FEROCIT.

O Polo EAD possui parceria com a Prefeitura Municipal de Ouro Preto do Oeste. Nesta modalidade de curso, os alunos possuem duas matrículas, uma na Rede Estadual de Ensino e outra na Rede Federal. As aulas em formato EAD acontecem 01 vez na semana. A Coordenadora de Polo, Andreza Justina Dias, afirmou que “sozinhos somos fracos, mas juntos somos imbatíveis”, e salientou a importância da parceria entre as duas instituições. No estudo, o grupo primeiro conheceu a realidade vivida por pessoas com necessidades especiais e depois desenvolveu os jogos.

Por meio da tecnologia assistiva, promove se a inclusão de pessoas com necessidades especiais, e através da sua expansão foi possível dar um grande passo para a solução das dificuldades de inclusão e desenvolvimento de pessoas portadoras de deficiência intelectual. Por isso, o projeto dos estudantes é de grande valia, pois visa ajudar as pessoas com deficiência intelectual a terem uma vida participativa na sociedade.

Estudantes do IFRO Polo Ouro Preto na Ferocit 1

img portal transparencia


 

disk denuncia

 

Serviços Online

iss 150x80

contracheques 150x80

certidoes 150x80

protocolo 150x80

protocolo 150x80

Links Úteis

 

camara  Pedido